Comunidades Educadoras

O Programa se estrutura a partir da visita de educadores – aqui nomeados de articuladores comunitários – às famílias dos estudantes das redes públicas, no intuito de gerar informações sobre condições de vida, tempo de convívio familiar, acesso a bens culturais e sociais, acolhida comunitária e acompanhamento dos responsáveis em relação aos estudos e progressão na carreira estudantil. As visitas semanais dos articuladores comunitários envolverão famílias de estudantes que apresentarem duas dentre essas quatro situações: 1) Queda brusca de desempenho escolar nos últimos quatro meses; 2) Sinais de violência; 3) Sinais de abandono; 4) Residência em área de risco.
A partir desta coleta de informações técnicas, que são registradas em um website dedicado ao programa, são gerados relatórios analíticos para a Secretaria Municipal de Educação. A partir destes relatórios, um Comitê Gestor Integrado composto por três redes de proteção analisa as informações e definem encaminhamentos para cada caso. A formação de redes no território, configurando a Comunidade Educadora, tem o objetivo de articular todos os agentes envolvidos no processo educacional e lideranças comunitárias na promoção de interesses comuns, na efetivação dos direitos sociais e na consolidação de políticas públicas.

Galeria