(31) 9 9577-6556
Live sobre “SUS- o Estado enfrentando a pandemia”, mediada por Rudá Ricci com os médicos sanitarista, Arthur Chioro, ex-ministro da saúde, e Ana Costa, Diretora Executiva do Centro de Estudos da Saúde.

Live sobre “SUS: O Estado enfrentando a pandemia”, mediada por Rudá Ricci com os médicos sanitarista, Arthur Chioro, ex-ministro da saúde, e Ana Costa, Diretora Executiva do Centro de Estudos da Saúde.

Cultiva se adapta a nova rotina e mantém agenda virtual

A pandemia do novo Corona vírus obrigou empresas em todo o mundo a se adaptarem a uma nova rotina de trabalho. O isolamento social, para evitar aglomerações e o contágio da doença, é indicado como uma das principais medidas de prevenção pela Organização Mundial da Saúde (OMS), autoridades médicas e científicas. Com isso, o trabalho presencial foi substituído pelo virtual. Para o Instituto Cultiva responsabilidade social é compromisso com a vida e com a democracia. Desde o começo da recomendação, o Instituto se reorganizou e estabeleceu uma agenda virtual de trabalho e continua a atuação junto às consultorias Sindical, Educacional e de Gestão Pública com a mesma dedicação dos encontros presenciais.

Na frente Educacional, um dos trabalhos é o Projeto Prevenir a Violência Escolar: Implantando as Comunidades Educadoras em Suzano/SP com a Secretaria de Educação do Município. Estão sendo feitas análises de situações levantadas sobre as famílias dos alunos do Ensino Fundamental I, que têm alguma dificuldade de comportamento ou de aprendizagem. Cada caso é analisado, definida a classificação entre urgente e urgentíssima e o encaminhamento indicado. Tudo é feito em conjunto com a Secretaria de Educação e diretores de escolas em reuniões virtuais.  “Acabamos de contratar, em São Paulo, um Psicólogo com experiência na área da assistência social para ajudar na análise dos casos, além de já contarmos com o acompanhamento de outros cinco especialistas que orientam os articuladores comunitários que fazem as visitas às famílias e coletam os dados”, explica Rudá Ricci, presidente do Instituto Cultiva.

A consultoria na área sindical segue com assessoramento por meio de plataformas digitais que permitem reuniões ou outros eventos com mais de 200 pessoas simultaneamente, tanto para os sindicatos estaduais quanto os nacionais.  A equipe do Cultiva também passou a dar suporte técnico nas reuniões dos sindicatos, com orientações para a melhor condução das teleconferências. Os técnicos do instituto ajudam a definir o método, o tempo ideal para manter a atenção e o foco, a pauta e como organizar uma reunião virtual, além de elaborar material de apoio e toda a documentação antes, durante e registro final. A sugestão é de que as reuniões não passem de uma hora e meia para que os participantes não percam o foco. O coordenador dirigente sindical também é orientado a executar a pauta em três momentos:  apresentação, debate e conclusão ou encaminhamento.

Durante o encontro virtual, a equipe de suporte do Cultiva também baixa arquivos, notícias, documentos oficiais citados no momento da fala para dar a referência imediata, dando dinamismo e rigor à reunião. O Instituto também promove a formação sindical a distância, usando a caraterística da modalidade EaD com aulas por módulos de até uma hora e meia. Uma das formações realizada recentemente foi com o Sindicato Nacional do Técnicos de Nível Superior (ATENS), que envolveu quatro estados do Nordeste. E agora será feito com estados do Sul, tendo como referência a base das universidades do Rio Grande do Sul.

Outras formas de consultoria também estão sendo implantadas. O Instituto Cultiva está produzindo uma série de vídeos para o Centro de Assessoria e Apoio a Iniciativas Sociais – CAIS, que atende comunidades carentes no Brasil em parceria com a Misereor, agência de cooperação da Igreja católica alemã de amparo a projetos sociais em todo o mundo. Uma equipe de filmagem contratada pelo Cultiva fez gravações em vários estados. O diferencial das produções de vídeo coordenadas pelo Instituto é a metodologia que segue uma construção humanizada, ao contrário de uma exposição mercadológica. “É um processo de escuta, uma concepção humana de depoimentos e imagens que mostram a evolução do resultado, não apenas como uma visão empresarial que foca no resultado. Na área social é importante observar o método, a escuta, a construção coletiva, a noção de que aquele que presta o serviço não é um técnico acabado, mas um profissional com uma formação social”, esclarece Ricci.

Enquanto ainda não há vacina de combate ao Covid-16, e o número de casos não diminui para achatar a curva de crescimento, o Instituto Cultiva reforça a orientação: FIQUE EM CASA.

Serviço: De acordo com dados da OMS o novo Corona vírus já matou mais de 250 mil pessoas no planeta e infectou 3,58 milhões. No Brasil os números chegam a 105 mil casos confirmados e mais de 7 mil mortos.  Além do isolamento social também é recomendado medidas de higiene pessoal, lavar bem as mãos com água e sabão, ou álcool em gel, uso de máscaras e para os profissionais da saúde o uso de equipamentos de proteção individual, os EPIs.